Romance Cotidiano

Almoçavam no mesmo lugar todos os dias.

Nunca haviam se falado, sequer sabiam o nome um do outro. Mas naqueles poucos minutos em que compartilhavam o mesmo lugar no mundo passaram a se observar, em silêncio.

Ela reparou que sempre que seu prato tinha massa, ele pedia um suco de laranja.

Ele reparou que toda quinta feira ela pedia uma sobremesa, e sempre levava tempo demais pra escolher.

Ela reparou que toda quarta ele ia com a mesma camisa surrada do time dele.

Ele reparou que ela devia ter no mínimo umas seis bolsas diferentes.

Um dia ela reparou que ele deixava na mesa um livro que ela tinha adorado.

No outro ele reparou que ela tinha um chaveiro da cidade que ele mais gostava no mundo.

Hoje, sentaram-se de frente um para o outro, em mesas diferentes.

Ela ficou reparando enquanto ele anotava coisas em uma agenda, e percebeu que ele franze o cenho quando precisava concentrar.

Ele ficou reparando enquanto ela lia coisas no celular, e percebeu que ela coloca uma mecha de cabelo atrás da orelha quando sorri.

Enquanto ela pensava “quem sabe nossos olhares não se cruzam e eu comento sobre o livro que ele está lendo?”, ele pensou: “quem sabe nossos olhares não se cruzam e eu comento com ela sobre a cidade do chaveiro?”. Imaginaram se convidar para sentarem juntos. Chegaram a treinar disfarçadamente seus sorrisos.

E então seus olhares se cruzaram.

E nenhum dos dois disse nada. Nenhum dos dois esboçou a menor reação.

Estavam ambos de boca cheia. O prato do dia era carne cozida e demora horas pra mastigar, essa porra.

Anúncios