Não faz isso comigo, Mondelez

Poucas vezes na vida a gente consegue unir a chamada “qualidade e sofisticação” com uma sensação de custo benefício válido. Em tempos de crise então, isso é ainda mais difícil.

Talvez por isso, eu tenha ficado boladíssimo com o fato de não conseguir encontrar, nos últimos dois meses, um único estabelecimento que esteja comercializando a goma de mascar conhecida como Trident Global Connections.

Esse chicletes é tudo que um jovem adulto precisa em matéria de chicletes. Ele vem numa carteirinha semelhante a um maço de cigarros, que permite sacá-la rapidamente do bolso e o fácil manuseio das peças de chicletes (ótimo para bêbados), além de poder ser partida no meio, para deixar metade no bolso e metade na mesa do trabalho. Além de tudo, ela é bonitona, uma vibe meio modernosa e cosmopolita, cara de coisa cara, aquele tipo de produto que houve uma época em que a juventude chamaria de “estribado”.

DSC08976

Aliás, por falar em “cara de caro”, um dos motivos pelos quais eu gosto muito de Trident Global Connections é o custo benefício. O preço a princípio assusta (flutua ali em torno dos cinco reais). Mas vem com VINTE chicletes dentro, dura mais de uma semana. O chicletes em si é bom também, o gosto dura, é refrescante, dá uma disfarçada na boca de almoço caso você precise correr pra uma reunião sem escovar os dentes e tudo mais. E ainda tem um de melancia que é quase uma sobremesa.

Isto posto, imagine a minha decepção quando eu parei de encontrar Trident Global Connections por aí. Eu gosto de personificar as marcas quando preciso conversar com elas, como se o nome da marca fosse seu sobrenome e seu nome fosse Osvaldo. Então vem cá, senhor Osvaldo Mondelez, precisamos conversar.

Osvaldo, eu não sei se é um problema de produção, se ele saiu de linha ou se é uma questão de logística ou ainda uma picuinha qualquer com o comércio de Belo Horizonte, mas sério cara, não faz isso comigo. O país nessa crise e eu tendo que comprar Trident de canela. Não que ele seja ruim, eu gosto muito. Mas ele dura muito pouco e não é a mesma coisa: o chiclete é menor, a embalagem é uma marmota e eu perco várias nos bolsos da vida… e não tem tanta graça de oferecer pras novinhas sem aquela embalagem estribada (fora que vem só oito cinco!, bate meio um egoísmo de dividir). Volta com o Trident Global Connections aí cara, por favor. Não precisa nem ser todos, pode ser só o azulzinho e uma vez ou outra o do Rio de Janeiro.

E já que estamos tendo a oportunidade de conversar, Osvaldo, se não for pedir muito, acho que já passou da hora de trazer aqueles Oreos diferentinhos pro Brasil. Quebra o galho aí, a gente tá precisando de umas pequenas alegrias cotidianas.

Mas o mais importante é fazer ter Trident Global Connections de novo no mercado. Pelo menos nas Lojas Americanas.

Abração.

Anúncios

One Comment on “Não faz isso comigo, Mondelez”

  1. okaholic disse:

    ashahsah e eu não vou viver pra experimentar essa maravilha toda aí?


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s