O problema com o Brasil

Uma rápida reflexão:

esse nosso país tem problema pra caralho. Muitos mesmo. Problemas estruturais, como o nosso sistema público de saúde. Problemas socio culturais, como a nossa corrupção pandêmica.

E como desgraça pouca é bobagem, essa semana um novo problema teve destaque, um realmente assustador: um problema comportamental.

A gente já sabia que a maioria (sim, a maioria) dos brasileiros trata política como futebol: escolhe um partido ou um político e torce por ele – ou justifica incondicionalmente seus maus resultados – tal qual faz com o time do coração. Mas essa semana a ignorância desceu mais um andar: câncer virou argumento político.

Nada justifica dizer que o Lula tem que se tratar no SUS. Nada. Simplesmente porque esse argumento não visa mostrar a precariedade do nosso sistema de saúde ou uma oportunidade de um político fazer um grande trabalho de relações públicas. Esse argumento foi lançado pura e simplesmente para expressar o desejo de que o Lula se foda.

Mas estamos falando de um tumor na garganta de uma pessoa.

“Ai, mas foi o próprio Lula que falou que queria ficar doente pra se tratar no SUS.”

Meu amigo, se você acha que cada vez que o Lula falar merda você tem que falar merda também, deve ser foda conversar com você.

 

 

Anúncios